sábado, 8 de julho de 2017

Eu gosto da intensidade



Gosto da intensidade do teu olhar principalmente na forma como tentas resistir-me.
Sinto falta do teu olhar porque na nossa última despedida não houve tempo para entrar dentro dele e agradecer-te por todos os momentos de felicidade.
Eu quero-te!
Tenho comigo a solidão e no meio disso sinto frio pelo teu corpo não aqui.
Desejo conhecer o teu corpo nu sem jogos de olhares e palavras proibidas, quero tocar-te, quero poder viver do teu toque.
Abandonaria a minha vida aborrecida para pertencer a tua vida aborrecida e mudarmos juntos para algo melhor.
A tua ausência traz-me dos dedos dos pés até aos meus cabelos crespos.
Necessitava de deitar os meus cabelos entre os teus braços e o teu peito pretendo simplesmente adormercer.
Mas é amargo desejar tanto e viver agarrada a esta garrafa de vinho e aos pensamentos qur deixam possuída.
Eu estou perdida, sem ti estou completamente abandalhada.
O meu alcoolismo faz-me chorar tanto, faz-me desperdiçar lágrimas por ti porque na verdade tu vives tão perto de mim, e mesmo assim eu penso como se estivesses longe.
Procuro as tuas fotografias, mas na hora raiva rasguei todas elas, e agora estou aqui no chão de joelhos juntando todas elas só para poder olhar a tua face como se estivesse a beijá-la.
Não devia agir de cabeça quente, mas tu só tu deixas-me perturbada ao ponto de esquecer como devo andar ou pensar.
Tudo parece estar fora de conexão e eu pareço fraca e incapaz de sobreviver á saudade.
Loucura é procurar um corpo para despir, amar e escrever poemas sobre ele.
Sem isso a minha inspiração está a deixar de fluir e estou a deixar-te ir.
É importantr quando sinto que posso vestir-me para ti e colocar-me bonita para no dia seguinte ser ainda melhor e poder arruinar a tua mente com a minha imagem.
O meu sorriso precisa de ti e o meu coração das tuas histórias para manter completa.

12 comentários: